Fuga da realidade


Todo mundo tem que ter uma válvula de escape. A realidade é cruel demais para os frágeis sentimentos humanos (acreditem, eu também sou frágil... às vezes!), acho que não é à toa que a gente cria tanta coisa feliz: é pura questão de sobrevivência!

Teve uma época que eu me achava muito estranha por desenhar demais e criar tantas histórias bestas dentro da minha cachola. Depois foi a época dos games. Foi loucura o tempo que eu gastei com um certo MMO! Paralelamente, comecei a descobrir como um computador poderia ser divertido.

Minha mãe nunca entendeu como eu poderia gastar o meu tempo com tanta bobagem. Já perdi as contas de quantas vezes eu já briguei com ela por causa disso! Os quebra-paus por causa do computador pararam porque ela percebeu que ele é pra lá de útil e que eu poderia ganhar dinheiro usando-o. Meu pai, por incrível que pareça, ainda acha que essa "coisa" só serve pra consumir energia e deixar a conta de telefone mais cara.
Mas o que ambos nunca entenderam (e acho que nem entenderão) é que eu preciso jogar o meu tempo fora com essas coisas bobas. Eu sei que poderia dormir mais ou estudar mais, mas eu não consigo ser tão "correta" o tempo todo. Não me arrependo de ter perdido tempo upando um personagem ou de ter gastado um pouco mais de dinheiro em um jogo novo.

Eu me lembro que em uma das épocas mais estressantes da minha vida, quando eu trabalhava em um inferninho e estava fazendo o TCC, eu chegava em casa, sentava no sofá e ficava olhando pra TV sem prestar atenção no que estava passando. Ou então eu deitava e ficava olhando pro teto. Mas se eu fosse pro computador jogar, minha mãe já reclamava.
A situação era muito simples: a minha cabeça já tava de saco cheio de trabalhar, eu não iria conseguir produzir mais nada mesmo. Pelo menos jogar era muito mais digno que (fingir) ver novela.

Hoje em dia, o DS é o atual vilão da casa. Pra piorar a minha sobrinha também tem um e já acusaram o pobre até de piorar a gripe da menina.
Pena, afinal já tá na hora deles perceberem que eu sempre vou ter um vilão para salvar o meu dia.

1 comments:

Samuel disse...

Eu só agora que tô passando pela minha fase de "Ragnarok sugou a minha alma de verdade", mas já faz muito tempo que também escuto esse nhemnhemnhem contra games, computadores e tal. A conversa que eu mais escuto? "Você deveria ficar menos tempo em computador. Todo mundo da sua idade sai, vai se divertir, conhece gente..."

Tão tá. Eu saio com um bando de gente, encho a cara, escuto créu/forró/similares, cato um monte de vadia por aí (porque aqui no nordeste o bom é "o caba cê dismantelado"), gasto uns R$50-80 com a putaria e aí é que eu sou um cara normal?

Brigado, mas nada disso dá XP.
Tô melhor em casa upando.